14/12/2018

[Resenha] O Natal de Poirot - Agatha Christie

Boa Noite!! Hoje temas a quarta resenha do mês no blog \o/ E voltamos com os livros natalinos 🎄 E o escolhido pelo nosso colunista Vinícius é um romance policial para mostrar que não só de romances fofos que se vive o Natal ❤ O escolhido da vez foi O Natal de Poirot da rainha do crime Agatha Christie 🔪

Dados do Livros
Titulo: O Natal de Poirot
Autor(a): Agatha Christie
Quantidade de Páginas: 256
Editora L&PM
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance Policial
Ano: 2012
Skoob: Clique Aqui
Sinopse: 
Simeon, o patriarca dos Lee, resolve convidar todos os filhos para comemorar o Natal na luxuosa mansão da família. É hora de eles deixarem os ressentimentos de lado e visitarem o velho pai. Mas aparentemente as intenções de Simeon não são nobres. Ele quer se divertir às custas do ganancioso grupo de familiares. Tudo começa com algumas alterações em seu testamento... e termina com um assassinato, em um quarto trancado por dentro. Quando Hercule Poirot oferece ajuda para solucionar o caso, encontra uma atmosfera que não é de luto, mas de supeitas mútuas.

Resenha
O Natal de Poirot, da rainha do crime e do suspense Agatha Christie, ao mesmo é tempo instigante e chocante, por demonstrar como as pessoas podem ser sem ”aquele famoso filtro social” que aprendemos a criar ao longo da vida.

Hercule Poirot, o detetive principal da escritora, arranja essa investigação natalina enquanto estava viajando pela Inglaterra com um amigo.

O crime que captura o detetive aconteceu na casa da família Lee, tudo por causa do patriarca multimilionário Simeon Lee, que resolveu juntar toda a família que não era unida à muito tempo!

Era véspera de Natal, e todos os convidados estavam confraternizando na sala, até que todas as comemorações são interrompidas quando se ouve um alto e agonizante barulho vindo do quarto de Simeon. Ao chegarem aos aposentos do velho, do qual ele, agora quase inválido, quase não saia, se deparam com a cena mais horripilante que poderiam ver em suas vidas.

Os parentes e amigos tem a visão macabra de todo o quarto do Sr. Lee coberto e respingado de muito... muito sangue, e na cama, o pobre senhor desfalecido e com a garganta cortada. ~Ah! E detalhe: Todas as portas e janelas do quarto estavam todas trancadas!~

Para Poirot é um perfeito presente de Natal! Ele começa a investigar o caso e recolher testemunhos e evidências imediatamente.

Um dos grandes pontos altos dessa trama é a complexidade familiar que o crime rodeia. Quanto mais Hercule investiga, mais parece que todos naquela casa tinham algum motivo para matar o senhor. Isso se deve, talvez pela personalidade forte e carrancuda do velho, e também pelos segredos desavenças cultivados de muito tempo, que podem ter se chocado quando toda a família se juntou novamente.

Também é um destaque nesse livro a forma extremamente cruel e sanguinária que Christie aborda neste assassinato.

Isso se deve pelo fato que este romance é dedicado a James, seu mais fiel leitor e cunhado, que sempre dizia a ela que suas mortes eram sempre muito limpas, sem sangue, e que ela usava sempre muito o recurso do veneno, e nunca deixava na cara que havia sido de fato um homicídio.

Ela está de parabéns nesse ponto, porque Agatha não só demonstra que consegue fazer algo mais sanguinário, quando nos diz também no desenrolar da trama que qualquer um ali poderia fazê-lo!

Esta engenhosidade mirabolante talvez seja o que mais distingue um livro de mistério policial qualquer de um de Agatha Christie.

A profundidade dos personagens também é algo primordial para a obra. Temos todos os arquétipos dentro de uma família: O Aventureiro, o sentimental, o romântico, o rebelde e assim por diante! Fato que aprimora ainda mais cada particularidade dos suspeitos da casa. ~É bem legal durante a leitura tentar imaginar quem seria você nessa casa!~

A mensagem por trás deste livro é a grande psicologia familiar abordada nas páginas de ‘O Natal de Poirot’. A reflexão é sobre o comportamento falso e fingido que são utilizados por nós em algumas festas, como o Natal, e em outros eventos nos quais demonstramos felicidade em ver ou estar com algumas pessoas, mesmo que realmente não seja verdade; Expondo também o quão importante pode ser essa barreira da alegria fictícia, podendo até mesmo no caso da história, ter salvado uma vida!

A parte mais legal para mim é se dúvidas o final, quando Poirot reúne todos da família no centro da sala e vai descrever de forma detalhada como todas as pessoas que ali estão poderiam ter matado o Sr. Simeon Lee, (Um por um!) até chegar no verdadeiro assassino!

É realmente chocante e sensacional!

Termino esta resenha com uma frase que Agatha Christie retirou da obra Macbeth, de William Shakespeare, e colocou bem no início deste mistério natalino!

Quem jamais poderia imaginar que aquele velho guardasse tanto sangue dentro de si?
Onde Comprar: Amazon - Saraiva - Americanas

18 comentários:

  1. PASSADOOOO!!! Essa é uma das leituras que NECESSITO fazer antes do natal, a Agatha Christie é uma das minhas autoras favoritas da vida e tenho certeza que irei amar esse livro. Não sabia de toda essa reflexão que a obra traz e isso me deixou ainda mais ansioso para lê-lo. Beijos do Wes ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Wesley! Que bom que gostou e se interessou pela leitura! Vale a pena!

      Excluir
  2. Poirot é o meu personagem preferido de todos os tempos e Agatha Christie é a mina autora preferida!!!! Eu adoro esse livro, um dos que eu mais gosto da autora. Adorei poder ver a sua resena sobre ele e ver como foi a sua experiência com a leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beatriz! Ouvi de muitas que este é o melhor livro de Agatha Christie, assim como você falou! Porém eu não tenho como dizer o mesmo, já que este foi o primeiro livro que li da autora! Mas espero que seja verdade, porque foi um belo começo!

      Excluir
  3. Olá, já tentei ler algo da Agatha, mais não era o momento pois não conseguir sair da primeira pagina, mais esse livro me deixou bem curiosa para saber mais dele e espero que eu consiga sair da primeira pagina desse livro dica anotada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Laura! Acho que você vai conseguir sim! Este livro tem uma linguagem bem clara e objetiva. Creio eu porque se trata de um crime de menos profundidade, (por se passar dentro de um ambiente isolado e tudo mais), se comparado aos outros de Agatha.

      Excluir
  4. Olá, tudo bem? Caramba, a autora conseguiu transformar uma data toda "amorzinha" em algo horripilante mesmo, arrepiei só de ler tua resenha, hahaha. Ainda não li nada da Agatha Christie, mas quero muito, principalmente depois de ler essa resenha. Ainda não conhecia essa obra em especial, mas já quero ler para ontem! Ótima resenha, aliás!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Larissa, Obrigado! Agatha foi realmente muito ousada nessa história, utilizando de uma data de amor, caridade,como você mesmo disse, para elaborar algo tão sanguinário assim! Essa contradição é definitivamente a graça do livro! Recomendo a leitura!

      Excluir
  5. Olá!
    Acredita que nunca li nada da autora? Acho que este livro seria um bom começo, e ainda aproveitar o clima de Natal. Já que mesmo sem ler este livro este natal eu estou bem reflexiva sobre esta "felicidade" e "união" falsa que somos obrigados a demonstrar em épocas festivas. Enfim, adorei a resenha, espero poder ler em breve!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jaque! Para mim foi um ótimo começo este livro, já que, assim como você, eu nunca havia lido nada da Christie (até este mês). Super recomendo começar pelo 'O Natal de Poirot'. A reflexão que ela traz para a obra me botou bastante para pensar também! Que bom que consegui passar a filosofia dela para você através da resenha! No livro ela se aprofunda muito mais. Bem interessante de ler.

      Excluir
  6. Nunca me interessei pela leitura desse livro, mas sua resenha com certeza me despertou interesse. Principalmente porque a trama foi muito bem desenvolvida, de forma que queremos desvendar esse assassinato. E o fato de ter toda uma família envolvida, e uma dele ter matado o cara faz com que ficamos ainda mais envolvidos, e surpreso com os detalhes. Já quero saber quem e o assassino, mais um livro para a minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  7. Mas nem no Natal o Poirot descansa, hein?! rsrs
    Bom saber que esse livro é um pouco mais sanguinário que os demais da autora.

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem? Já li a autora na adolescência, mas não consegui gostar, até tenho interesse de ler de novo, mas confesso que o gênero me irrita fácil e costuma abandonar leituras dele. Eu não sabia que ela tinha uma livro sobre o Natal, achei uma ótima sacada, mas ao mesmo tempo meio repetitiva. Achei a sua descrição da cena principal muito clichê, então acho que não é um livro policial que realmente me faça querer ler. Mas obrigada pela resenha, achei legal conhecer mais sobre esse livro, gostei muito da sua opinião :)

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Ola... eu simplesmente admiro e idolatro todos os livros da genia do crime e do suspense. Adorei a sua resenha e me despertou aquele comichão para reler essa obra

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Como eu amo essa autora, não consigo me lembrar de um livro dela que não tenha me agradado. O Natal de Poirot li a muito tempo e sua resenha me fez querer reler para relembrar toda essa engenhosidade que mencionou. Agora eu tenho que te dar os parabéns, pois a resenha ficou perfeita. Eu nunca consegui resenhar nenhum livro dela, acho que é muito complexo.

    Bom final de ano.

    ResponderExcluir
  11. Olá! Se tem uma autora que eu morro de curiosidade de ler as obras é a Agatha Cristine. Assisti ao filme inspirado em O Expresso do Oriente e achei essa coisa de terem vários prováveis assassinos e todos com motivo, muito parecido com o filme e tal. Enfim, eu adorei a premissa e a resenha, espero conseguir ler a história em breve.

    ResponderExcluir
  12. Oi Vinicíus,
    Ainda não li esse livro da autora, mas tenho muita vontade, pois adoro a proposta dele, principalmente, por conta da complexidade que o livro apresenta com relação a questão familiar.
    Acho legal ler esse livro no período de natal, vou tentar ler no próximo ano.
    Adorei a sua resenha!
    Beijos,
    @umoceanodehistorias_

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem? AInda não tive oportunidade de ler algum livro da autora, mas sempre tive curiosidade. Acho que esta temática para o Natal seria bem legal mesmo, por isso adorei a sua resenha! E do que se trata o enredo. Dica anotada!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Regras para os Comentários:

- Seja educado e não use palavras de baixo calão;
- Comentários hostis e racistas serão excluídos;
- Deixe o link do seu blog, pois retribuo todos os comentários;