07/01/2017

[Resenha] Quase Casados - Jane Costello


Bom Dia ūüíó Hoje temos a primeira resenha da nossa nova resenhista do blog \o/ a Nathalia Cavalcanti que vai trazer para o blog resenhas variadas indo de Chick-lit a Romances Policiais *-* E para sua primeira participa√ß√£o ela preparou a resenha do livro Quase Casados da autora Jane Costello. Confira a resenha abaixo.

 Dados do Livros
Resultado de imagemTitulo: Quase Casados
Autor: Jane Costello
Quantidade de P√°ginas: 414
Editora Record
ISBN: 9788501091963
G√™nero: Literatura Estrangeira / Romance / Chick-lit
Ano: 2014
Skoob: Clique Aqui
Sinopse: 
Para Zoe Moore, o dia de seu casamento foi o mais marcante de sua vida. Ou melhor, o dia em que deveria ter se casado, mas em vez disso, foi largada no altar após sete anos de namoro. Arrasada e disposta a se recuperar, ela decide se mudar de Liverpool para os Estados Unidos e trabalhar como babá. Ao chegar em Boston, ela se depara com a esperta Ruby, prestes a completar 6 anos, o adorável Samuel, que acaba de fazer 3, e o pai deles, Ryan Miller. Seu novo chefe, além de fazer uma bagunça sem precedentes e de ter um mau humor imbatível, é incrivelmente bonito. Depois de um começo um tanto decepcionante, Zoe e Ryan começam a se entender, mas ela está prestes a descobrir que recomeços podem ser mais difíceis do que esperava.

Resenha:
Bom, para começar, o livro conta a história de Zoe Moore que foi abandonada no altar após SETE anos de relacionamento. Depois disso, ela resolve sair da Liverpool Рa cidade dos Beatles - onde viveu a vida inteira para se aventurar nos Estados Unidos, longe da família e, consequentemente, do ex.

Ela decide trabalhar como babá, iria trabalhar para um casal muito rico, sem exercer nenhuma função doméstica e viajaria de férias com eles, mas isso não deu muito certo e ela acaba indo trabalhar para Ryan, um chefe bem difícil de lidar, mas assustadoramente bonito. Ela tenta se adaptar à nova vida, ao novo trabalho, às crianças e tenta não pensar no que aconteceu com sua vida, apesar de isso parecer inevitável.

Nos Estados Unidos, ela conhece outras bab√°s do bairro, acaba fazendo amizades, principalmente com Trudie, a bab√°, tamb√©m brit√Ęnica, da casa vizinha. As crian√ßas de quem ela cuida, Ruby e Samuel, s√£o √≥timos e apaixonantes. Principalmente Ruby, a mais velha, ela tem uma maturidade relativamente alta para uma crian√ßa. Com isso, ela vai reconstruindo sua vida aos poucos. (E perdendo os quilos que ganhou ap√≥s o fracasso do relacionamento).

Zoe √© uma protagonista tentando entender o que aconteceu com sua vida, tentando se recuperar, se encontrar como mulher ap√≥s sete anos de relacionamento. Ela acreditava que estava tudo bem, que iria se casar com o homem da sua vida e acaba abandonada no altar. Ela quer seguir em frente, mas n√£o consegue. Ela fica o tempo todo remoendo o que aconteceu, sempre se lembrando de Jason (o ex), se lamentando e o comparando-o com Ryan (o que pode ser meio chato ler essas compara√ß√Ķes sempre).

Apesar disso tudo, Zoe é uma protagonista espirituosa, atrapalhada, ela gosta de estar com as crianças, ela ama seu trabalho como babá. Em contrapartida, Ryan, seu chefe, é mal-humorado, passa muito tempo fora de casa, não dá toda atenção que os filhos merecem. Ele praticamente deixa Zoe cuidando sozinha da casa. Essa personalidade toda tem um motivo, claro, mas só lendo para descobrir. Com o passar das páginas, Ryan vai melhorando, talvez amadurecendo e se tornando melhor. O que é uma coisa boa a se encontrar em um livro, um personagem que cresce conforme o tempo passa.

Este livro teve todos os aspectos que um chick-lit traz: cenas engra√ßadas, uma protagonista desastrada, algumas cenas fofas e tudo mais. Mas infelizmente, eu n√£o consegui acreditar de verdade no romance acontecendo. Eu n√£o consegui me apaixonar pelo casal. Com certeza, apesar de 414 p√°ginas, para mim ficou faltando algo a mais, o final n√£o me convenceu. Principalmente porque quase no fim do livro, Zoe toma uma decis√£o que eu achei bem idiota, e acho que isso que estragou um pouco, senti como se a personagem estivesse “desamadurecendo” e a resolu√ß√£o disso se d√° em 5 p√°ginas finais praticamente. O romance n√£o me convenceu. O casal, para mim, poderia ter sido mais bem aproveitado, poderia ter sido dado mais ind√≠cios de amor entre eles. Talvez um ep√≠logo sanasse um pouco do que acho que ficou faltando.

Bom, este foi o segundo livro que li da Jane Costello, o primeiro foi “Corra, Abby, Corra”, o qual eu me lembro de ter gostado e por isso resolvi ler este outro livro da autora. Quase Casados possui cenas engra√ßadas, a protagonista passa por situa√ß√Ķes embara√ßosas, como a maioria dos chick-lits, mas talvez tenha sido cenas demais. O livro √© clich√™ e previs√≠vel, mas isso n√£o me faz desgostar de um livro. Eu n√£o tenho problema com o previs√≠vel, desde que a hist√≥ria me conven√ßa, me prenda e esta n√£o me prendeu o suficiente.

Eu indico este livro para quem procura um livro simples, um romance clichê, apesar de mais de 400 páginas é um livro rápido, a leitura é fluida. A história, apesar de eu não considerar maravilhosa, é boa de ler, é bom para quem quer ler um livro de forma despreocupada, mas sem expectativas demais.

NOTA: 3.5/5

Onde Comprar: Amazon - Saraiva - Americanas - Submarino - Editora Record

12 coment√°rios:

  1. Oi Jéssica,
    Sempre fico imaginando que é um livro divertido e alto astral.
    Uma pena que n√£o atender√° as minhas expectativas, rs.
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez atenda, às vezes um livro funciona mais para uns do que para outros :) Você pode ler e depois vim dizer se curtiu ou não :D

      Excluir
  2. Olá Jéssica, tudo bem?
    Nossa que acredito que esse livro deve ser muito divertido e rom√Ęntico, bem meu estilo de leitura. Vou add a minha lista. Espero ler em breve.beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como deixei na resenha, achei o livro bem divertido sim, mas n√£o achei muito rom√Ęntico. Leia ele e vem dizer o que voc√™ achou depois :)

      Excluir
  3. Ol√°,
    Parece o tipico livro que eu gostaria. Mesmo tendo essa coisa de romance geralmente eu valorizo mais a vida pessoal da protagonista em chicklits do que o romance em si. Tenho que dizer que a sinopse desse livro me lembra bastante a série Eu Amo New York.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você valoriza mais a vida pessoal da protagonista, acho que talvez você curta mais que eu :) Leia e vem me dizer o que você achou depois :D Não li essa série, é boa?

      Excluir
  4. Oie
    ah eu ja li um livro da autora e adorei e esse tipo de leitura me agrada muuuuito, eu tenho esse na estante e to louca para ler, espero com certeza adorar, legal a resenha

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, também adoro esse tipo de livro, mas depois de ler muitos deles acabo me atentando aos detalhes... Leia ele e depois vem dizer o que achou :)

      Excluir
  5. Ol√°!!
    Adorei a história, super me identifiquei com Zoe, acho que até em momentos ruins eu rio de mim mesma e tudo flui melhor. A capa é incrivel, parece tão animada e "fora da rotina" quanto o livro...
    bbjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu não comentei sobre a capa né? Também acho uma fofura :D A Zoe é realmente muito engraçada, kkk; que bom que você gostou :)
      bjsss

      Excluir
  6. Eu sou encantada pelas capas dos livros da autora, acho super fofo e isso me deu vontade de ler - embora sempre fiquei com meu pé atrás nesse estilo de livro...
    Que pena que o romance não funcionou... Acho uma coisa super chata quando isso acontece - mas é pior o personagem desamadurecer e a resolução ser muito no final do livro...
    Mesmo assim, ainda tenho uma vontade de conhecer o livro, mas vou sem esperar tanto...
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  7. Isso, o romance não funcionou comigo, mas pode funcionar contigo :) kkk, isso, se você for mesmo sem esperar tanto vai curtir bem mais, às vezes a gente cria expectativas demais né? Taalvez ela não tenha exatamente "desamadurecido", mas feito escolhas duvidosas bem ao fim do livro kk dê uma chance e volte para comentar :D

    ResponderExcluir

Regras para os Coment√°rios:

- Seja educado e n√£o use palavras de baixo cal√£o;
- Comentários hostis e racistas serão excluídos;
- Deixe o link do seu blog, pois retribuo todos os coment√°rios;