09/03/2015

[Resenha #114] O Gosto do Pecado


Boaaa tardeeeee meu povo e minha pova! Como vão indo??? Bem, hoje nessa segunda chuvosa (ao menos aqui) venho falar um pouco sobre o primeiro livro da Série Homens do Texas da Diana Palmer! A série ao todo deve ter mais de quarenta livros e é recomendado que se leia na ordem, porque sempre vai ter referencia de alguém que já foi escrito e também vai ter uma nota ou duas de alguém que ainda terá livro. Mas, vambora falar sobre O Gosto do Pecado?

Titulo: O Gosto do Pecado - Homens do Texas 1
Autor: Diana Palmer
Quantidade de Páginas: 256
Editora: Harlequin Books
Gênero: Romances / Romances de Banca
Ano de Lançamento: 2013
Preço: R$14,39
ISBN: 9788539807697
Skoob: Clique Aqui
Sinopse:Alto, forte... e cego?
Abby Clark já estava cansada de ser tratada como uma criança. Ela podia ser apenas uma menina quando fora morar com Calhoun Ballenger e seu irmão. Mas se tornara uma mulher havia muito tempo, e era hora de Calhoun reconhecer isso. Então Abby tenta provar sua independência para chamar a atenção dele. Só que o tiro sai pela culatra..




Resenha

Abby, nossa mocinha, foi criada desde pequena pelos irmãos Ballenger por causa da morte de seus pais. Justin e Calhoun, seus tutores, não foge do estilo da Diana, alto, forte, bravo, um verdadeiro brucutu. Enquanto Justin fica remoendo um amor antigo que não deu certo (se preparem, o próximo livro é dele), Calhoun fica indo de cama em cama, mas o que ele não desconfia é que aquele que sempre esteve ali na barra das calças deles poderia nutrir sentimentos profundos por ele. Abby, sempre foi considerada criança por eles, já que foi educada e criada ali, mas o que sempre a prendeu foi Calhoun e isso só foi piorando com o tempo. Quando ela pensava em ir à esquina vinha um interrogatório, quando alguém no escritório lhe dirigia um sorriso mais que amigável, era brutalmente expulso de lá. Suspeito,né? Para alguém com já vinte e poucos anos, não necessita dessa super proteção, o que ambos não imaginam é de onde vem esse desejo de proteger dele.

"Ele estava protegendo-a do mundo exterior, até tal ponto, que durante os últimos quatro meses tinha sido quase uma odisseia para ela ir a uma simples entrevista. Estava chegando a extremos tão surrealistas que inclusive Justin, que raramente ria, tentava reprimir um sorriso."

Abby então tem a brilhante ideia de fazer coisas que mostrem que ela não é mais criança, para mostrar ao Calhoun que ela cresceu. Como? Ora, do tipo ir a clube das mulheres. Tá que ele viu ela na fila, ficou muito bravo e jogou-a no ombro como saco de batatas e foi embora dali.  Os personagens já são do estilo da Diana, a mocinha ora meiga, bondosa, ora bem desafiante e nossos texanos um diamante bruto, bem bruto, realmente. Não sei se alguém conhece, ou já ouviu falar de vaqueiros que vivem no interior, aqueles bem rústicos mesmo. Esses são os homens do Texas. E Calhoun não foge desse esquema, sempre mandando na Abby, fervido até o ultimo fio de cabelo de ciúmes. E Abby sempre disposta a desafiar ele, deixa-lo enfurecido, bravo. E também bem ingênua nas artes dos finarmentes. Justin, vive em um mundo de solidão e dor só seu. Mas ainda aparece o suficiente para rir, tirar sarro das brigas dos dois e bancar uma de cupido.

"-Insana? - repetiu ela incrédula - E acredito que você nunca foi a um strip-tease feminino...
-Isso é diferente - replicou Calhoun.
-Oh,por favor! Quer dizer que uma mulher pode ser um objeto sexual e um homem não, certo?
-Te pegou - disse Justin."

Como um romance de banca a história está realmente boa. Apesar de eu sempre não gostar muito das mocinhas, eu amo os cowboys desses livros. Não tem aquela coisa beeeem melosa, tem umas partes bem pequenas quentes. Tem ainda um pouco sobre o casal do próximo livro que é o Justin e a Shelby. E ainda mostrar um pouco do Tyle que vai aparecer um livros a frente.

Eu realmente não consigo falar de apenas um livro só dessa série. Apesar de serem bem diferentes e separados quando se conhece o povo de Jacosville, você acaba entrando em uma grande família. Então fica a dica para quem goste de romances de banca. Esses vaqueiros são realmente encantadores e as histórias passadas em cidade pequena, fazendas, traz aquele ar de campo, de coisas simples...

Nota
 
(Muito bom)

E vocês conheciam algum livro da Diana? Gostam de histórias passadas no interior?

9 comentários:

  1. Bom dia flor, tudo bem?
    No início do post fiquei super assustada quando você disse que a série tinha mais de quarenta livros (é coisa pra dedéu!), mas ai descobri que se trata de uma série de romance de banca e entendi o porquê de tantos livros... Eu não conhecia essa obra, mas fiquei super empolgada com a história! Fiquei imaginando esse cowboy sensual sendo super protetor com Abby, colocando ela nas costas e descobrindo/revelando seus sentimentos... Ai, ai, ai, meu coração num guenta issae ♥ Claro que também imaginei as características físicas desse mocinho, principalmente pela história se passar no Texas, hehe! Vou tentar procurar esse livro para comprar, mas não sei se teria pique para a série toda. De qualquer forma, a dica já está anotada ;)

    Mil beijos :*
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
  2. OI Gi, sua linda, tudo bem?
    Ai, estou suspirando aqui!!!! Na frente dos outros, em voz alta, dizemos que não gostamos dos machões, que não podemos ser tratadas dessa forma. Mas só aqui entre nós, quem nunca imaginou essa cena dele pegando a mocinha nos ombros como um verdadeiro homem das cavernas? Vai entender as mulheres, risos... Adoro livros onde o casal vive desafiando um ao outro, porque quando eles se permitem, a paixão explode. Adorei essa dica, já para a lista.
    beijinhos,.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ola Gi adoro livros com cawboys sempre em seus estilos me joga na parede mas com um coração enorme , mesmo sendo uma história clichê amo esses romances e Diana sempre nos presenteia com lindas histórias, Imagino a cena ela sendo levada nos ombros no Clube das Mulheres kkkkk amei isso. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com


    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  4. Creindeuspai! 40 livros de uma série só? Tô fora, totalmente fora!!!!
    Prefiro nem começar porque tenho medo de ficar tipo vc, gostando da autora e querendo ler os outros. Já fico nervosa com trilogias, imagina uma série dessas? Morro e não termino! kkkkkkkkkkk
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Gisele. Tudo bem?

    Eu adoro romances de banca e cawboys nesse gênero, mas nem pra mim quarenta livros eu consigo. Sério, muitos livros. Eu poderia ler os primeiros livros, mas quarenta de uma série não dar. CREDO. Mas sempre recomendo romances de banca, é tão gostoso de ler.

    Beijos,
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Gi, tudo bem?

    Bom esse livro me chamou atenção, mas depois vi a quantidade da série e me desanimei rs. A história parece ser bem romântica e despretensiosa ainda mais com esse homem rústico, mas super protetor... sei não mais esse excesso dá indicio de um sentimento maior? Pois eu acho que sim... Xero!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Gi, nunca li nenhum romance de banca, então nem sei o que falar. Mas o fato de ser uma série tão longa, 40 livros OMG, me desanima. Mesmo assim fiquei empolgada com esse cowbow, mas não sei se o suficiente para encarar tantos livros.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  8. Oi =)

    Não sou muito fã de romance de banca, mas alguns fico animada para conhecer. É o caso desse. Mas pelo que vi a série é enorme, dai deu uma desanimada outra vez. Mas gostei muito da sua resenha :} Gosto de histórias mais rústicas, rs. Fiquei apaixonada por uma história com essa temática da Nora Roberts <3

    Beijos, Rob
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
  9. Não sou muito fã do gênero, e uma série com mais de 40 livros eu não encararia de jeito nenhum... rs... ainda mais tendo que ler na ordem! Minha memória é um lixo, eu nem ia me lembrar da maior parte das referências a outros personagens, com certeza. De qualquer jeito esses vaqueiros bem rústicos, que chegam ao ponto de carregar mocinhas como um saco de batatas, não me atraem não... mas que bom que você gosta tanto do livro quanto da série em geral!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir

Regras para os Comentários:

- Seja educado e não use palavras de baixo calão;
- Comentários hostis e racistas serão excluídos;
- Deixe o link do seu blog, pois retribuo todos os comentários;