19/01/2018

[Critica] Dark (2017)


Bom Dia!! Hoje temos mais uma incrível critica do nosso colunista Arian, então prepare-se para conhecer pelo seu ponto de vista todas as nuncias da série Dark que o faram correr para o Netflix e assisti-la em uma tacada só.

Dark: Conhecendo a BMW das séries de suspense. 

Minha colega Jéssica indicou a série em Dezembro, então estou atrasado, ou quem sabe adiantado, porque Dark nos mostra que o tempo vai mundo além de advérbios. Se você leu o texto sobre "Let me in" deve ter percebido que acabo romanceando, e assim alongando, o comentário sobre as obras. Assim, para Dark, uma série fantástica e demasiadamente complexa, escolhi dividir o texto em duas partes, porque numa BMW não se pega a rodovia antes de rodar o quarteirão. 

Visualize uma BMW. Visualizou? Ótimo, agora eu imagino que tenha em mente o modelo mais clássico da marca alemã: a carroceria sedã oblonga, cujas curvas massageiam os olhos à medida em que a luz do sol poente corre sobre as linhas da carroceria de metal azul escuro, de uma ponta à outra. Você demora sua visão sobre o carro, observa cada detalhe exterior, do acabamento das maçanetas, à finalização das rodas, e assim percebe que o design lhe agrada, lhe conforta muito mais que a agressividade de uma Porsche, ou o conservadorismo de uma Mercedes. Conforta-te a visão da BMW, porque é clássica, quase que numa simbiose com o nome. Assim é Dark, pelo menos à primeira vista.  



Ao dar "play" no streaming você é fisgado pela fotografia crua e certeira. A imagem surge inesperada, e você se depara apaixonado pelos tons pastéis em oposição à fluorescência do que é vivo, do que pulsa à sua vista como as rodas do carro que você visualizou no início do texto. Crua e certeira, eis a estética moderna alemã, que lhe convida a cozinhar com sua bagagem cultural cada quadro, cada linha do sedã típico, que lhe convida a tangenciar as demais marcas do alvo como fez seu olhar com a maçaneta do automóvel. 

As duradouras focalizações no balançar das árvores lhe mostram o vento, o silêncio momentâneo evidencia a chuva a cair, indiferentemente, sobre Widen a cidadezinha perto da França, basicamente sustentada pela usina nuclear ali presente, onde se passa a série. Está construído o primeiro baluarte da obra, está instaurado em você o "onde", mas da mesma forma que ninguém dá a mínima ao chassi da BMW, você não aperta o "ESC" para verificar Widen no mapa, pelo menos não ainda.

17/01/2018

[Texto] 3 Dicas Úteis Na Hora De Começar A Escrever Um Livro


Bom Dia 🌞 hoje temos a estreia de mais uma colunista do blog ❤ E a nossa nova colunista é a autora Tathiana Nogueira que tem dois livros publicados no Wattpad, Alice Está MortaO Vale do Coelho (clique no nome para serem redirecionados para a página deles), sendo que Alice Está Morta tem mais de 88 mil visualizações 😍 e também esta completo e O Vale do Coelho começou a ser postado na plataforma este mês. Então não deixe de ler seu primeiro texto para o blog com dicas para começar a escrever.

3 Dicas Úteis Na Hora De Começar A Escrever Um Livro
Eu estou no wattpad desde 2014, se não me engano e durante todo esse tempo sempre que estou lendo os comentários no livro de alguém ou até mesmo nos meus, sempre vejo alguém perguntando "Conta como você escreveu livro 'tal' " ou "Me ajuda a escrever um livro", e a verdade é que não tem segredo. 

Às vezes as pessoas acham que escrever um livro é só ter uma ideia e escrevê-la num papel ou no computador, sendo que vai muito mais além desses dois itens.

Então eu separei 3 dicas que são super úteis pra mim e que sempre repasso pra outras pessoas. 

15/01/2018

[Resenha] Boneca de Ossos - Holly Black


Bom Dia!! Hoje temos a  quarta resenha deste mês no blog 😃E para esta resenha eu trouxe mais um escolhido para o desafio  Livros de A à Z (você pode acompanhar o desafio clicando aqui), assim para letra B eu escolhi a fantasia infantojuvenil Boneca de Ossos da autora Holly Black. Não deixe de conferir a resenha abaixo.

Dados do Livros
Titulo: Boneca de Ossos
Autor(a): Holly Black
Quantidade de Páginas: 224
Editora Novo Conceito (Selo #Irado)
Gênero: Literatura Estrangeira / Fantasia / Infantojuvenil
Ano: 2014
Skoob: Clique Aqui
Sinopse: POPPY, ZACH E ALICE sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam.
Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo...
Mas, de repente, Poppy conta para os amigos que começou a ter sonhos com a Rainha – e também com o fantasma de uma menininha que não conseguirá descansar enquanto a boneca de ossos não for enterrada no seu túmulo vazio.
Então, Poppy, Zach e Alice partem para uma última aventura a fim de ajudar o fantasma da Rainha a encontrar seu descanso eterno. Mas nada acontece do jeito que eles planejaram... A missão se transforma em uma jornada de arrepiar.
Será que a boneca é apenas uma boneca ou existe algo mais sinistro por trás desses fatos? Poppy está mesmo dizendo a verdade ou tudo isso não passa de um truque para que voltem a brincar juntos?
Se existe mesmo um fantasma, o que vai ser das crianças agora que elas estão nas suas mãos?

13/01/2018

[Resenha] Princesa Adormecida - Paula Pimenta


Bom Dia!! Hoje temos a terceira resenha deste mês no blog 😍 E para ela a nossa nova resenhista Sara escolheu o livro Princesa Adormecida da autora nacional Paula Pimenta. Então se você curte releitura modernas de conto de fadas não pode deixar de lê-la.

Dados do Livros
Titulo: Princesa Adormecida (Princesas Modernas #1)
Autor(a): Paula Pimenta
Quantidade de Páginas: 192
Editora Galera Record
Gênero: Literatura Nacional / Fantasia / Romance
Ano: 2014
Skoob: Clique Aqui
Sinopse: Era uma vez uma princesa... Você já deve ter ouvido essa introdução algumas vezes, nas histórias que amava quando criança. Mas essa princesa sou eu. Quer dizer, é assim que eu fiquei conhecida. Só que minha vida não é nada romântica como são os contos de fada. Muito pelo contrário.

Reinos distantes? Linhagem real? Sequestro? Uma bruxa vingativa? Para mim isso tudo só existia nos livros. Meu cotidiano era normal. Tá, quase normal. Vivia com meus (superprotetores) tios, era boa aluna, tinha grandes amigas. Até que de uma hora pra outra, tudo mudou.

Imagina acordar um dia e descobrir que o mundo que você achava que era real, nada mais é do que um sonho. E se todas as pessoas que você conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está do seu lado, e, especialmente, que não tem a menor ideia de onde foi parar o amor da sua vida.

Se alguma vez passar por isso, saiba que você não é a única.

Eu não conheço a sua história, mas a minha é mais ou menos assim...